VEJA COMO PLANEJAR O ESTUDO DE CONCURSOS PARA 2017

Tempo de leitura: 3 minutos

Se você está aqui com a gente, imagino que pretenda estudar e prestar concursos públicos. Nesse caso, vamos começar o ano organizando as coisas, para que a sua dedicação resulte em aprendizado efetivo. Afinal, sacrifício não faz passar em concurso – estudar com qualidade, sim.

Segundo levantamento do G1, pelo menos 66 concursos públicos reúnem 7.481 vagas abertas em cargos de todos os níveis de escolaridade e salários de até R$ 15.965,05.

1) Calendário do mês

Em primeiro lugar, prepare um calendário do mês. O ideal é fazer isso sempre no fim de um mês, para o mês seguinte. Mas, como já estamos em janeiro, vamos fazer do mês em curso.

Observe se há feriados e assinale também, porque isso pode modificar a sua rotina. Lembre-se dos feriados estaduais e municipais também.

O detalhamento de horários deverá corresponder à sua realidade. Comece marcando apenas os turnos “manhã, “tarde” e “noite” e depois, se for necessário, divida-os em horários específicos. Veja, abaixo, o exemplo para uma semana, mas você deve fazer o mês todo.

2) Compromissos fixos  

Anote agora os compromissos fixos – trabalho, aulas, responsabilidades familiares – e aqueles que já estão marcados para o mês, tais como uma consulta médica ou algum evento festivo importante.

3) Horários de estudo   

Observe a planilha e veja o tempo que pode ser utilizado para o estudo. Se não tiver sobrado tempo algum, pode ser necessário rever sua rotina e, talvez, abrir mão de alguma coisa em favor do novo projeto.

4) Atividade física

Está provada, por uma infinidade de estudos, a importância da atividade física para o bom funcionamento do cérebro. Além disso, o estresse causa menos dano se a pessoa pratica exercícios. Isso é particularmente importante no caso de alguém que está envolvido num projeto de médio/longo prazo, que requer grande desgaste intelectual e enormes pressões de diversas ordens.

Portanto, a minha sugestão é que você inclua, agora, três momentos para a prática regular de atividade física. Pode ser uma simples caminhada de 40 minutos, três vezes por semana.

5) Intervalos
Preparar-se para ser aprovado num concurso público não é tarefa simples e exige comprometimento real. Por outro lado, é necessário equilíbrio para que o projeto não se torne inviável.

Nesse sentido, preservar intervalos tem a função de garantir que as “baterias sejam recarregadas” e que não aconteça a estafa de todo o sistema.

– 15 minutos de pausa a cada hora e meia de estudo ou, no máximo, duas horas, garante que o cérebro se mantenha ativo e interessado durante todo o período.
– Um intervalo mais longo – de 1 a 2 horas – entre os turnos (manhã/tarde e tarde/noite) pode ser utilizado para fazer uma refeição adequada e promover o descanso necessário para que o estudo possa ser retomado em seguida.
– As horas de sono (de 6 a 8, pelo menos) também são essenciais para a recuperação do corpo e da mente e, mais ainda, é o momento em que as informações serão efetivamente gravadas na memória.
– Um dia livre no fim de semana para o lazer também deve fazer parte da programação. Afinal, serão muitas semanas (até anos) de estudo e você precisa estar bem para isso.

Tudo isso deve ser previsto no seu quadro de horários, que servirá como norte da rotina a ser seguida. Isto feito, será a hora de distribuir as disciplinas que serão estudadas a cada dia. Mas, discutiremos este tema em outro post.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *