ESTADO X POLÍTICA, UMA RELAÇÃO COMPLEXA

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Por Estado, entendemos um ente político, de personalidade jurídica própria, composto por três elementos, a saber: POVO, ou seja, as pessoas que nascem e vivem dentro dele; TERRITÓRIO, a extensão dentro da qual o povo habita; e SOBERANIA, a sua capacidade de autodeterminação, autossustento e autogoverno. O povo e o território apenas constituem a NAÇÃO, ou seja, há nações que vivem dentro de um Estado, mas que não o consideram como sendo o seu, como é o caso dos Curdos, que vivem espalhados na Turquia, Síria, Iraque e que não tem autonomia política, por isso não existe um Estado Curdo.

Infelizmente, os conceitos de Estado e Política e suas relações nem sempre são tranquilas. Quando se pensa em Políticas de Estado pensa-se nas futuras gerações; quando se pensa nas Políticas Partidárias, infelizmente, pensa-se apenas nas próximas eleições.

Exemplo claro do que seja Política de Estado é o que ocorre no Brasil com a Campanha de Vacinação contra a Paralisia infantil, a Poliomielite, que foi erradicada no Brasil na primeira década do século XXI graças a uma visão de futuro, no final da década dos 70, e que se estendeu e se estende até os dias de hoje. Independente de quem estivesse no poder, da sua ideologia ou Partido Político, a campanha foi um sucesso absoluto.

Política Partidária…pense no que acontece em nossos municípios, por exemplo, quando um prefeito faz uma obra e o seu sucessor, se for de outro partido ou ideologia, destrói a obra do antecessor. Gasta-se dinheiro público para construir e para derrubar. E, na maioria das vezes, os interesses levam em conta apenas o bem-estar do governante, não da população em geral.

Quando os interesses pessoais, partidários ou ideológicos são mais apreciados pelo governante do que o interesse geral, o bem comum, o Estado enfraquece e fica à mercê de grupos que querem apenas se beneficiar, e aos seus aliados. Uma sociedade consciente e organizada não pode permitir que isso ocorra. Por isso, educação de qualidade é o único caminho para a formação de uma consciência geral e, individualmente, cidadãos responsáveis e críticos. Talvez por isso nossas Políticas de Estado, no Brasil, em relação a Educação, sejam tão frágeis…

Bons estudos!
TEXTO POR: Virgilio Cezar Torres

*Professor de Língua Portuguesa, Literatura, Redação, Filosofia, Sociologia e História da Arte, é docente no Ensino Médio e Cursos Pré-Vestibulares há 25 anos, tendo trabalhado nos maiores Sistemas de Ensino do país. Articulista, blogueiro, teólogo, pianista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *