COMO SE TORNAR PILOTO DE AVIÃO?

Tempo de leitura: 5 minutos

Muita gente sonha em pilotar aeronaves, mas desconhece todo o processo para que isso acontece. Para pilotar um avião você deve saber que o ritmo de trabalho será muito dinâmico, fato que, consequentemente influenciará a sua rotina.

Para seguir essa carreira não é necessário ser graduado, mas é preciso ter concluído o Ensino Médio, contudo, uma formação e diferenciais no currículo podem aumentar suas chances.

Quem sonha com essa carreira, além de horas de voo praticando em aeronaves menores, precisará passar por testes teóricos, práticos e exames médicos. Esse processo é acompanhado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Além disso, saiba que você precisa se dedicar muito aos estudos.

O piloto de avião também pode prestar concurso para a Academia da Força Aérea, podendo pilotar caças, aviões de transporte de tropas, bombardeiros ou aviões presidenciais.

COMO ME TORNAR PILOTO?

O primeiro passo para quem quer decolar nesta carreira é se tornar um piloto privado. Esta licença é requisito para buscar a formação de piloto comercial, que são os que têm registro profissional na carteira de trabalho e podem voar em grandes companhias aéreas.

O passo a passo para virar piloto

O primeiro passo para quem quer decolar nesta carreira é se tornar um piloto privado. Esta licença é requisito para buscar a formação de piloto comercial, que são os que têm registro profissional na carteira de trabalho e podem voar em grandes companhias aéreas. Veja o que é preciso fazer para chegar lá:

  • Como obter a licença de piloto privado

É preciso fazer o curso de piloto privado em uma escola reconhecida pela ANAC. Este curso conta com uma parte teórica e outra prática. Confira como funciona:

1 – Ao fazer a matrícula, os alunos devem solicitar à escola uma carta de apresentação para realizar o exame médico de 2ª classe, também chamado de Certificado Médico Aeronáutico (CMA). Ele pode ser realizado tanto nos hospitais da Aeronáutica como em clínicas particulares autorizadas pela ANAC. O certificado é necessário para iniciar o curso.

2 – A parte teórica do curso é ministrada em sala de aula e tem duração média de três meses. As matérias estudadas incluem:

  • Conhecimentos Técnicos
  • Meteorologia
  • Teoria de Voo
  • Navegação Aérea
  • Regulamentos de Tráfego Aéreo

3 – Depois de concluir o curso teórico, os alunos devem responder a uma prova escrita com 100 perguntas, aplicada pela ANAC. É preciso acertar pelo menos 70% das questões para ser aprovado.

4 – Os aprovados no exame da ANAC poderão iniciar o treinamento prático do curso de piloto privado. Esta parte da formação exige pelo menos 35 horas de voo. Ao final do treinamento os alunos realizam um voo de avaliação, que é acompanhado por um examinador credenciado pela ANAC. Se passarem na avaliação, tornam-se pilotos privados, podendo voar apenas em aeronaves particulares.

  • Como obter a licença de piloto comercial

O processo é semelhante àquele realizado para obter a licença de piloto privado. É preciso matricular-se também numa escola reconhecida pela ANAC e estudar a teoria e a prática. Mas o nível de exigência no curso de piloto comercial aumenta bastante.

1 – Os alunos devem solicitar novamente à escola a carta de apresentação para realização de exame médico. Desta vez é o exame de 1ª classe, que tem mais critérios de análise. É preciso ter o resultado em mãos para dar início ao curso.

2 – A parte teórica desta formação conta com as mesmas disciplinas do curso de piloto privado, mas o conteúdo é mais aprofundado. A duração é de aproximadamente três meses.

3 – A prova da ANAC também é aplicada ao final do treinamento e é necessário acertar pelo menos 70% das questões para ser aprovado.

4 – A parte prática do curso de piloto comercial exige pelo menos 115 horas de voo. Ao final do treinamento, os alunos realizam um voo de avaliação, que também é submetido a um examinador credenciado pela ANAC. Se aprovados, tornam-se pilotos comerciais e ficam habilitados a exercer funções remuneradas em diversas áreas, como táxi aéreo, transporte de pequenas cargas e voos executivos. Assim podem acumular experiência suficiente para ingressar em uma linha aérea. As companhias comerciais exigem entre 1.000 a 1.500 horas de voo.

  • O que estudar para virar piloto

Embora o curso superior não seja uma exigência para o exercício da profissão de piloto, o diploma de uma faculdade agrega diferenciais importantes aos candidatos a uma vaga de trabalho, principalmente nas grandes companhias aéreas.

O curso de Ciências Aeronáuticas é de grau bacharelado, com duração de 4 anos, e é dá uma visão bastante ampla da área. Outra opção de curso superior é o de Tecnólogo em Pilotagem Profissional de Aeronaves, com duração média de 2 anos.

O conteúdo estudado nestas graduações prepara o candidato para atender aos requisitos estabelecidos pela ANAC para a função de piloto. Profissionais com diploma de nível superior também se destacam nos processos seletivos a uma vaga de trabalho e conseguem redução no número de horas exigidas pelas companhias para exercer o ofício.

Outro diferencial importante para quem quer atuar como piloto comercial é o domínio da língua inglesa. O inglês é a língua universal da aviação. Quem deseja crescer na carreira precisa ter conhecimento pleno do idioma, principalmente os termos técnicos da área.

Fonte: https://www.guiadacarreira.com.br/profissao/como-virar-piloto/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *